Seguidores

domingo, 2 de março de 2014

Pão de ló de Alfeizerão (outro)







Dentre as receitas que possuo, este é o habitual. Rápido, fácil, bom.


Ingredientes:

-8 gemas
- 3 ovos
-150grs de açúcar
-75 gr de farinha

Bata as gemas até ficarem espessas e duplicar de volume.
Juntar os 3 ovos inteiros com o com o açúcar e bater até ficar um creme esbranquiçado.
Incorpore as gemas previmente batidas no creme de ovos.
Por fim, adicione a farinha, envolvendo cuidadosamente.
Leve ao forno numa forma preparada e revestida de papel vegetal.

Bisous!

8 comentários:

Receitas da Belinha Gulosa disse...

Adoro este pão de ló, ficou com uma cor maravilhosa, bjokas

✿ chica disse...

Quem não gosta de um pão de ló ? Todos gostamos! Bela receita, simples, fácil! bjs, tuuuuuuuuudo de bom,chica

Gracita disse...

Oi Comadre
Que delícia de pão de ló! Ficou com aspecto maravilhoso.
Eu querooooooooo!!!!
Beijos e um lindo feriado

aluap disse...

O pão de ló (ou pão leve como se diz lá para as minhas bandas) é um bolo de que não sou apreciadora, mas como uma fatia.
Sei que existem vários tipos de pão de ló, e acho que o mais conhecido é mesmo o de Alfeizerão, que eu provei uma vez e não gostei porque mal cozido.
Se soubesse que esta receita não o deixava cru no seu interior até experimentava na Páscoa na casa dos meus pais, pois a minha mãe adora pão de ló.

Beijinhos e Bom Carnaval!

Beatriz Bragança disse...

Querida Manu
Uma verdadeira delicia!
Ouso acrescentar um pequeno detalhe: acompanhem com um calice de vinho do Porto. Garanto que nao se arrependerao!
Bom apetite.
Obrigada por partilhares estas divinas doçarias que, feitas por ti, atingem um paladar ainda melhor!
Beijinhos
Beatriz

Olinda Melo disse...


Cara Manuela

Aspecto delicioso!

Apetece logo uma fatia...

E o que é que eu faço com as claras?

Pergunto porque não lá grande doceira ou pasteleira. :))

Bj

XicoAlmeida disse...

Depois de uns dias de ausência em Forninhos, por entre chuva, vento gélido e animação na homenagem aos pastores da minha zona, é reconfortante no regresso e já na saudade do arroz doce de minha mãe, encontrar este mimo: talvez ou senão, dos melhores pão de ló.
Cá vai à saúde, Manuela.
Abraços.

Pérola disse...

Verdadeira poesia do corpo, estes sabores.

Adoro pão de ló.

Beijos